Parceria com o autor Pablo Pereira

Queridos apresento-lhes o escritor e modelo Pablo Pereia, uma pessoa realmente talentosa e que continua o seu trabalho sem nunca desistir.


Obras Publicadas
  • Combalir: poesia. Florianópolis: Edição do autor, 1998.
  • Sinfonia nº 5: ficção. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1999.
  • Aura Clara e Outras Cores: pequenos poemas em prosa. Salto, SP: Schoba, 2012.
  • Do Caos: a depressão em fragmentos. Lisboa: Chiado, 2013.





Pablo Pereira nasceu em Blumenau/SC, em 1978. Publicou textos em língua francesa, de 1996 a 1999, na Revista “Ça Bouge” (Publication des étudiants en Lettres – Français de l’UFSC). No mesmo período, em Florianópolis/SC, publicou os livros “Combalir: poesia”, “Sinfonia nº 5: ficção” e idealizou o Panfleto Literário “Artesãos d’Adega”. A partir de 1997, além de lecionar Língua Portuguesa em escolas particulares, deu início à criação e coordenação de inúmeros projetos nas áreas de educação e cultura no estado de Santa Catarina. De 2007 a 2010, esteve à frente do Persona – Cultura e Formação Integral, onde atuou como terapeuta holístico, coordenou cursos pré-vestibulares e lecionou as disciplinas de Gramática Aplicada ao Texto e Escrita Criativa, em Balneário Camboriú e Joinville/SC. Em 2012, publicou o seu terceiro livro, “Aura Clara e Outras Cores: pequenos poemas em prosa”, e começou a trabalhar como modelo em campanhas publicitárias de repercussão nacional – profissão que surgiu ao acaso quando fez um ensaio fotográfico para divulgar “Aura Clara e Outras Cores”. No ano seguinte, mais um livro publicado, intitulado “Do Caos – a depressão em fragmentos”, dessa vez, editado em terras lusitanas, na cidade de Lisboa. Atualmente, além de trabalhar como modelo fotográfico, está envolvido com a escrita de mais dois livros e ministra palestras e cursos sobre leitura, escrita e criatividade, abordando o Método Pablo Pereira (MPP), sistema terapêutico personalizado de Escrita Criativa.






“Aura Clara e Outras Cores” apresenta 50 pequenos poemas em prosa que abordam, de maneira leve e instigante, temas como o amor e a espiritualidade. O autor, por meio de sensações imagéticas, incita desejos, fotografa sonhos e instaura momentos iluminados de reflexão individual ou para deleite com o outro. Além de apanhado de prosas poéticas, a obra pode ser saboreada também como um pequeno romance, dada a presença contínua de cenários, de personagens e de conflitos, encadeados num enredo espiritualista, perceptível apenas aos leitores de aura clara.


Com todo praze ele respondeu algumas pergutinhas minhas :)

1. O que te inspirou a escrever?
R: Tudo me inspira: um pequeno acontecimento do dia a dia, o título de um livro, encontros e desencontros amorosos, etc.

2. Desde quando você escreve?
R: Desde que nasci. (risos) 

3. Teve apoio da família?
R: Sim. No início, é claro que a família não entende o modo de vida de um escritor, mas com o tempo todos compreenderam e hoje me dão muito apoio.

4. Pretende cursar algo?
R: Cursei Letras na Universidade Federal de Santa Catarina, e sou professor de redação há 17 anos. Pretendo cursar Cinema.

5. Em quem se inspirou?
R: Ao longo da minha vida como leitor e escritor, Fernando Pessoa, poeta português, foi a principal fonte de inspiração.

6. Qual sua primeira leitura?
R: Faz tanto tempo. Lembro-me de que li Machado de Assis na adolescência, mas o livro que primeiro me marcou como leitor foi sem dúvida "Os sofrimentos do Jovem Werther", de Goethe.

7. O que tem lido recentemente?
R: Leituras bem diversificadas, de Thalita Rebouças a Ernest Hemingway.

Para mais informações e contatos com o autor:

Comentários

Júnia Benvindo disse…
Disponha, eu que agradeço.
Siga o blog para receber sempre noticias.
Bjs A Menina Do Livro

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha - Alice no Pais do Amor - Lucilla Guede - Chiado Editora.

Resenha - Quatro Estações - Juliana Marinho

Resenha - Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática - Thalita Rebouças